Também poderá gostar

SI Website

Baker Tilly e Multicert estabelecem parceria para prestação do serviço de Monitorização de Incidentes de Segurança da Informação

Baker Tilly e Multicert estabelecem parceria para prestação do serviço de Monitorização de Incidentes de Segurança da Informação
10 de fevereiro de 2020

S+I. Modelo de subscrição quer "descansar" empresas

Em parceria com a Multicert, a consultora lançou um serviço virado para as médias empresas.

Chama-se S+I e é um serviço de subscrição que pretende “deixar os clientes mais descansados”, explica José Pedro Gonçalves, partner da Baker Tilly. A multinacional de auditoria e consultoria associou-se à Multicert para lançar um novo serviço no mercado português, dedicado à área da monitorização de eventos das empresas.

Aquilo que fazemos é essencialmente assegurar a monitorização completa e uma avaliação contínua que possa criar uma resposta efetiva aos eventos do cliente”, refere o responsável da consultora. “Fazemos também uma avaliação regular das vulnerabilidades dos sistemas, uma espécie de auditoria, para verificarmos que os procedimentos estão a correr bem.

Este serviço de subscrição tem um público-alvo definido: as empresas de médias dimensões. De acordo com José Pedro Gonçalves, o mercado das tecnologias de informação tem ficado cada vez mais competitivo no campo do recrutamento, especialmente nos últimos dois anos – algo que está a afetar especialmente as empresas de pequenas e médias dimensões.

“Normalmente, há um centro de operações de segurança em empresas de grandes dimensões, mas uma grande parte das organizações mais pequenas não tem nada disto. Têm um centro de informática cada vez mais restrito, porque as pessoas querem seguir carreiras e isso está a levar as empresas mais pequenas a atravessar uma grande variabilidade [de profissionais]."

Além disso, existe ainda a forte concorrência de empresas na área da tecnologia, setor que continua em expansão. “Em Portugal, tudo o que é informático é absorvido pelas grandes corporações, sejam nacionais ou internacionais. E mesmo os mais jovens não se sentem muito atraídos pela área da segurança e monitorização, especialmente em empresas mais pequenas.”

Este serviço de subscrição quer assumir-se como uma alternativa capaz de dar resposta na área da segurança e monitorização, mesmo em organizações com recursos escassos. “Estamos a colocar no mercado um serviço que garante a estas empresas médias, que têm esta variabilidade nos recursos e incapacidade de ter especializações adequadas ou no momento certo, que possa dar uma resposta plena àquilo que está a acontecer no mercado e na evolução das tecnologias de informação.” Os custos deste modelo de subscrição variam consoante a dimensão da empresa, da complexidade dos sistemas de informação e das necessidades da organização, detalha o responsável.

“Aquilo que oferecemos normalmente é um serviço global, que enquadra o máximo de sistemas e de vantagens para o cliente. Queremos assegurar que a monitorização é feita e que abrange praticamente tudo.” Para a multinacional, que conta com atividades em mais de 140 países, esta nova solução, disponível no mercado português desde o final de janeiro, permite complementar o portfólio da Baker Tilly na área da cibersegurança e da governação de informação.

 

in Dinheiro Vivo, 08 de fevereiro de 2020

Link da notícia

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços através da análise dos seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização. Pode obter mais informações ou saber como alterar a configuração, na nossa Política de utilização de cookies.