30 de março de 2021

Data Analytics & Business Intelligence

Quem é responsável pela sua implementação?

Os dados que uma organização usa e possui são um dos seus recursos mais importantes. Uma organização que evolui na análise dos seus dados, promove uma transformação no RH, processos, negócios e resultados. À medida que a organização se torna mais sofisticada no entendimento e no uso dos seus dados, será necessário preencher novas funções dentro e fora da organização.

Abordam-se de seguida as diferentes funções e responsabilidades que uma organização deve preencher à medida que melhor entende e usa os seus dados. Dependendo da fase de maturidade de dados em que a organização está, as suas pessoas podem cumprir mais de uma das funções listadas abaixo. À medida que uma organização sobe no nível de maturidade, mais funções serão adicionadas, seja internamente ou com suporte externo de contratados ou consultores.

Funções e Responsabilidades

Administração / Orgão de Gestão – devem actuar como sponsors, pois conhecem a Visão e a estratégia da organização.

Managers do Programa e do Projecto – conhecem a estratégia da organização

Restantes elementos da equipa – conhecem as ferramentas, os departamentos e detêm conhecimentos técnicos, que asseguram a implementação / execução do projecto de Data Analytics.

Papel dos responsáveis de um projecto de Data Analytics

Muitas organizações evidenciam desequilíbrios entre as funções de visão, estratégia e execução. Uma organização pode ter um líder visionário com um plano específico de crescimento, mas não ter o talento para entender claramente os dados ou definir uma estratégia. Outra organização pode ter engenheiros de dados e cientistas empreendedores com ideias interessantes sobre como gerir dados, mas a organização carece de líderes que possam estabelecer uma visão para tirar proveito desses dados.

Por outro lado, nem todas as organizações preenchem cada uma das funções listadas abaixo. À medida que crescem e se tornam mais complexas, cada uma dessas funções torna-se mais crítica e necessária para que a organização use/analise os seus dados com sucesso.

Sponsor do Projecto

Qualquer projeto de data analytics está diretamente relacionado aos objetivos estratégicos específicos da organização: crescimento, eficiência ou algo mais. O patrocinador executivo de um projecto interno de data analytics, pode ser uma combinação de responsáveis de nível sénior, incluindo o CEO, CFO e CIO.

Os recursos técnicos necessários para cumprir a meta irão variar dependendo de qual é a meta; os patrocinadores provavelmente não terão o conhecimento básico de quais recursos técnicos são necessários para cumprir a meta.

Manager de um Programa de Data Analytics

Um plano estratégico de sucesso precisa de um evangelista, que é uma das funções principais do Manager do Programa de Data Analytics. O Manager do programa tem uma visão organizacional sobre o que é necessário para cumprir as metas estabelecidas pela organização. Estes elementos determinarão quais os recursos necessários para cumprir as metas.

O Manager do programa deverá conhecer que dados/informação, a organização possui - e de quais ela precisa - relacionados a áreas-chave como vendas, finanças e operações.

Manager de um Projecto (de data analytics)

O Manager de projeto preenche o gap entre a estratégia e a execução, garantindo que os recursos certos estejam disponíveis ou sejam adicionados (consultores externos) para garantir que o projecto seja concluído dentro do prazo e do orçamento.

Arquitecto de dados

Como um arquiteto de construção que entende diferentes técnicas estruturais, o arquiteto de dados entende diferentes plataformas de dados - tanto aquelas que a organização usa actualmente, bem como outras plataformas disponíveis do mercado - e como essas plataformas podem trabalhar de forma integrada para ajudar a organização no processo de data analytics.

O arquiteto fará recomendações do tipo: “A nossa plataforma de gestão (ERP) vai migrar para a cloud no próximo semestre. Então devemos implementar as acções X e Y, até efetuarmos a migração. ” O arquiteto saberá como programar as mudanças na gestão de dados e não apressar as migrações para novas tecnologias e plataformas.

Analista / Controller de Negócio

Os analistas de negócios terão uma ideia clara das metas estabelecidas pelos patrocinadores (CEO, CFO e CIO) e dos principais processos de negócios da organização. Eles identificarão se os dados correctos existem e se estão nas melhores condições para apoiar as metas organizacionais.

Os patrocinadores trabalharão em estreita colaboração com o arquitecto e os engenheiros de dados, analistas e controllers de negócio, alinhando ideias “novos drivers” com ideias “obrigatórias - status quo”. O analista de negócios sistematizará uma base de itens/dados, para que a restante equipe os ajude a analisar e interpretar.

Engenheiro de dados

O engenheiro de dados é fundamental para “trabalhar” os dados de forma eficiente, precisa e com interrupções mínimas. Eles sabem como implementar da melhor forma, várias plataformas e tecnologias de dados e estão familiarizados com técnicas de modelagem de dados para dar suporte a um determinado requisito de análise de negócios.

Analista de dados

O analista de dados é um “contador de histórias” de dados. Eles vasculham os dados existentes na organização e criam visualizações que ajudam a informar os Managers, arquitectos e patrocinadores.

Cientista de dados

O cientista de dados identifica os modelos certos ou constrói novos modelos para gerar insights ainda não identificados anteriormente, tornando-os disponíveis. Os cientistas de dados usam um processo estruturado que envolve a aplicação de machine learning e artificial intelligence para responder a perguntas e desafios de negócio.

Sociedade da informação: os dados são críticos para a tomada de decisão de negócio

A maioria das organizações trabalha em silos - finanças, RH, operações, marketing e assim por diante - cada uma com suas próprias necessidades e sistemas de dados exclusivos. Um projeto de dados pode cobrir um só silo - por exemplo, a área financeira - e todas as funções identificadas acima, farão sua parte, para tornar o projeto bem-sucedido.

A chave do sucesso de uma organização no processo de data analytics dos seus dados, é ser capaz de os interpretar com sucesso, usando os recursos e especialistas internos que tem ou sabendo reconhecer que em determinadas áreas/aspectos do processo, necessita de apoio externo (consultores). Um colaborador pode ser alocado a uma ou mais das funções descritas acima, em tempo parcial, até que a fase de maturidade de análise de dados da organização exija uma dedicação full time.

Provavelmente, nenhum colaborador concentrará em si todas as especializações necessárias. Nas fases iniciais, de projectos de Data Analytics, será necessário complementar as equipes existentes com recursos externos para acelerar que a organização atinja a maturidade.

Os dados que uma organização tem, são como que o sangue do corpo humano. Se os mesmos não forem recolhidos, tratados, analisados e interpretados pelos responsáveis que deles necessitam, a organização não saberá fazer frente à concorrência, nem às necessidades dos seus clientes. Se necessitar de apoio externo, envolva-se com quem sabe e aproveite o envolvimento de consultores para a transferência de conhecimento, tornando-se progressivamente autónomo em Data Analytics.

​A Baker Tilly pode ajudar a sua empresa!

Entre em contacto connosco para saber mais!

Paulo André
Partner
pandre@bakertilly.pt

 

 

 

 

 

 

 

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços através da análise dos seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização. Pode obter mais informações ou saber como alterar a configuração, na nossa Política de utilização de cookies.